Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Diário da Jessie Bessie

Eu sou para cada pessoa aquilo que ela acha que eu sou, mas o que para mim importa é o que eu estou à procura de ser e isso eu ainda não sou.

#EuFaçoVoluntariado | Curriculum do Voluntário Universitário

Na passada sexta feira, estive presente na primeira sessão do Curriculum do Voluntário Universitário. Esta já não é a primeira vez que participo neste curso, mas desta vez foi diferente. Antes de começar a descrever o que fiz, o que falamos, as minhas indecisões e o que retirei deste primeiro dia (sim, porque este curso irá durar até maio/junho), devia começar por dizer o que me fez tornar numa voluntária e cidadã activa.

17786_948182618540007_3885830671644379845_n.jpg

Antes de entrar para a faculdade (inicialmente para o Porto) nunca senti uma necessidade tão grande, como sinto agora de ajudar o outro, ajudando-me a mim. Passo a explicar. Para quem pensa que fazer voluntariado é exploração (porque não há recompensas monetárias) ou é apenas bom para ter no currículo, não sabe o quão enganado está.

O voluntariado fez-me crescer. Fez-me desenvolver competências fundamentais em qualquer ser humano, como a capacidade de cooperar com outras pessoas em prol de um objectivo (no fundo, o trabalho de equipa é muito importante), a capacidade de gerir melhor o meu tempo e as minhas emoções, a capacidade de comunicar melhor com o outro, de ouvir o outro e ser empático, a capacidade de ser criativo a resolver problemas, entre outras.

CurriculumUniversitario3.jpg

O voluntariado fez-me conhecer realidades que outrora desconhecia, fez-me ganhar respeito pelo ser humano e fez-me sentir orgulhosa de mim. Sempre quis mudar o mundo, mas sei que sozinha não consigo, e então juntei-me a pessoas que tal e qual como eu, querem fazer a diferença. Nas palavas do Vice Reitor da ULisboa, Luís Pereira, "Ninguém encontra o outro, senão se encontrar a si próprio".

Eu acho que apesar de o meu espírito de querer mudar o mundo ser muito importante, a minha formação como voluntária universitária seria uma mais valia. Então, lá fui eu para o Curriculum do Voluntário Universitário. Muitas das coisas que foram ditas na primeira sessão, eu já tinha ouvido antes (noutras edições deste curso), mas foi bom puder partilhar experiências com outros voluntários, e ver que haviam muitas pessoas (cerca de 80) que queriam começar a fazer voluntariado. 

CurriculumUniversitario.jpg

Falamos do que é ser voluntário, ao qual a definição que uma das coordenadoras do curso, Lília Pires, disse parece ser a ideal : "Ser voluntário é ser mestre em generosidade e doutor em humanidade". Falamos do que nos motiva, e foi-nos dito que não existem motivações certas ou erradas, o importante é saber o que nos motiva. Falamos da experiência de voluntariado que queriamos fazer, e é aí que entram as minhas dúvidas. 

Eu já fiz várias experiências de voluntário (nomeadamente em parceria com o GAPE - Gabinete de Apoio Psico-Pedagógico ao Estudante, e com a Associação de Estudantes da minha faculdade), e ainda quero fazer muitas mais. Mas neste curso só terei a possibilidade de creditar uma. Eis a minha indecisão. As diversas áreas passam por: voluntariado cultural, voluntariado com crianças, voluntariado com idosos, voluntariado para protecção da natureza e/ou dos animais, ou intervenção comunitária... E agora, que faço eu?

http---signatures.mylivesignature.com-54493-94-03F

 

 

2 comentários

Comentar post

ablogger

Jessie Bessie | 22 anos | Portugal

Embaixadora da Mais Mimus

Translate Google


Follow

Visualizações Blogs Portugal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.