Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Diário da Jessie Bessie

Eu sou para cada pessoa aquilo que ela acha que eu sou, mas o que para mim importa é o que eu estou à procura de ser e isso eu ainda não sou.

Eu vi e digo que ... | Loucuras no México

Hoje é quarta-feira, e como é quarta-feira, hoje há anteestreia.

A anteestreia de hoje foi: "Search Party", (ou como se diz em bom português), Loucuras no México.

 

search_parEDIT.jpg

 

Este filme, que tem um cheirinho (para não dizer, um enome cheirinho) de "Ressaca", é o filme de estreia do argumentista Scot Armstrong, e irá chegar aos cinemas na próxima quinta-feira, dia 26 de Março de 2015.

Esta comédia, começa e acaba da mesma maneira que todos os filmes do género. Ou seja, começas a rir e acabas a rir. Para mim, este tipo de filmes são daqueles que posso ver a qualquer hora, principalmente se estiver cansada. E hoje, após um dia inteiro na faculdade, entre conferências, reuniões e aulas, soube que nem ginjas

 

11092698_592858660816676_1452747212_n.jpg

 

O filme começa (como habitualmente) com um grupo de três amigos numa despedida de solteiro, a fumar droga na "van" do Marty (que é amigo de um dos três amigos principais, e dono de um casino). Uma das diferenças entre este filme e os antigos "Hangover" é que chega mesmo a haver casamento, antes das loucuras todas. O ponto comum é que alguém abandona o altar, mas (outra diferença) é que é a noiva neste filme.

Ora bem, Nardo, que está prestes a casar com Tracy, o grande amor da sua vida, vê-se atraiçoado pelo seu amigo, Jason (que é uma espécie de Alan, do "Hangover"), e que no fundo é o culpado por Tracy ter deixado Nardo no altar. E é então que começa a risota a sério. Nardo decide ir até ao México, onde está a sua amada, de modo a reconquistá-la, mas acaba perdido no deserto, completamente nu.

Uma das coisas que adorei neste filme foi que o Nardo está sempre nu, e vê-se tudo (aqueles que pensavam que 50 Shades of Grey, ia ser porno, então têm de ver este). Outra das coisas que adorei neste filme foi as piadas, por exemplo uma das quais me recordo, apela à burrice de Nardo, quando este diz que no México fala-se mexicano em vez de espanhol (e depois ele tenta mesmo falar em espanhol algo que está em inglês). 

 

loucuras_no_mexico_ed1.png

 

Foram 93 minutos, sentada em frente ao grande ecrã, a desfrutar de um filme que me causou dores de barriga (não só de rir, mas pela quantidade de pipocas e ice tea que comi).

Desta vez, e como venci 4 passatempos (aproveito para agradecer à MagazineHD, D'Magia, Split Screen e Sapo Passatempos), levei as meninas (e menino) de Psicologia (e Ciências) ao cinema, o que me fez sentir extramente bem (até porque elas quiseram-me pagar as pipocas e tudo). 

11084434_592858654150010_970059371_n.jpg

 

A opinião geral quando perguntei de 0 a 10, qual a pontuação que atribuiam ao filme, foi unâmine: 7. Mas, embora ache que todos deveriam ver o filme (nem que esteja para descomprimir dos dias aterefados de estudante), acho que pagar 6 euros para ir vê-lo, é outro assunto. Fica ao vosso critério. 

Um bom cinema, 

http---signatures.mylivesignature.com-54493-94-03F

 

 

 

ablogger

Jessie Bessie | 22 anos | Portugal

Embaixadora da Mais Mimus

Translate Google


Follow

Visualizações Blogs Portugal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.