Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Diário da Jessie Bessie

Eu sou para cada pessoa aquilo que ela acha que eu sou, mas o que para mim importa é o que eu estou à procura de ser e isso eu ainda não sou.

Eu vi e digo que ... | Fifty Shades Of Grey

 

Aviso: Este post contém #spoilers sobre o filme Fifty Shades Of Grey

fifty-shades-of-grey.jpg

Foi ontem que finalmente vi o tão aguardado filme do ano. Devo confessar que eu era uma das raparigas que andava (antes de Fevereiro) a "pedinchar" ao namorado para irmos ao cinema ver este filme, que parecia ser o fenómeno do ano.

 

 

Vamos primeiro colocar os pontos nos "is", então:

1. Eu não era daquelas que achava que "Fifty Shades of Grey" seria um filme digno de Óscares, com grandes performances e assim.

2. Não achava que ia ao cinema ver um filme porno. Ia simplesmente ver um assunto tabu ser exposto pela primeira vez num cinema.

3. Não estava a esperar que o meu namorado alinhasse na brincadeira e então tive de ver o filme sozinha (e em casa).

 

Eis o que eu acho:

1. É um filme estranho. É incongruente, pouco interessante e não tem assim tanta polémica como eu achava. Eu que pensava que iria ver um filme, onde se iria abordar realmente o que era esta história do "sadomasoquismo", do "dominante" e do "submisso", acabei por chegar ao final do filme com a ideia que é mais uma maneira de fazer sexo, mas com "porrada" à mistura. E eu pergunto-me "Isto dá prazer a alguém?".

2. Gostei da personagem do Christian Grey, enquanto que a personagem da Anastasia deixa muito a desejar. Acho que ele é uma personagem com história, e acho que existem imensas razões para as quais ele ser como é, e por conseguinte gostaria de ver muito mais da personagem dele, do que o que foi mostrado no filme. Enquanto a Anastasia é a típica rapariga indecisa, "pãozinho sem sal",  sem história aparente e que ora quer ou não quer fazer sexo à bruta (palavras do Christian, não minhas).

3. Acho que o filme está muito bem realizado. Vê-se exactamente o que tem de se ver, sem particular destaque as partes intímas. Nesse aspecto, o filme até está bom. 

4. Destaque à banda sonora, que "Oh Meu Deus" é simplesmente óptima. Ando viciada em várias músicas deste filmes, entre as quais: Earned It dos "The Weeknd", Haunted e Crazy in Love da Beyoncé e Love Me Like You Do da Ellie Goulding.

5. O discurso entre personagens e as acções das mesmas, são daquelas coisas que ao longo do filme me dá vontade de gritar. É que é desesperante, ora num momento está o Christian a dizer que não é romântico, e no outro leva a Anastasia para irem dar uma volta de avião; ora diz que não dorme com ela (como se a rapariga tivesse uma doença contagiosa) ora dorme com ela ... Só me dá vontade de dizer: "Epá decidam-se! Ora é, ora não é".

fifty-shades-grey.jpg

6. Outra coisa, quem vai ver o filme a pensar que vai ver uma grande história de amor, "tire o cavalinho da chuva". Aquilo que eu vi não foi amor, foi obcessão. E o Christian até pode ter muito dinheirinho, mas eu não era capaz de estar com ele. É uma personagem que controla completamente a vida da Anastasia, ao ponto de fazer coisas que no ínicio até parecem românticas, só que não o são, como o exemplo do carro. Então, ele toma a liberdade de trocar o carro dela por um melhor (oh que romântico), mas sem sequer saber se ela gosta do carro, ou lhe perguntar se quer um carro novo (enfim, havia de ser comigo). 

7. O contracto. Das duas, uma: ou é a coisa mais inteligente de sempre ou a mais parva. Inteligente, porque afinal ele é uma pessoa importante na sociedade e o contracto serve não só para proteger a sua imagem, como ditar as "regras" deste tipo de relacionamento (sim, ainda não entendi se eles eram namorados ou não, só para verem a confusão que o filme é). É parvo, porque (caramba) é preciso ter um contracto e fazer uma reunião para fazerem lá o que tem a fazer, com ou sem chicotes?!

8. O final. Basicamente, acaba ali com uma cena (na minha opinião das mais importantes do filme) em que a Anastasia saí disparada e diz que nunca mais o quer ver e despedem-se, como se despediram da primeira vez em que se conheceram. É o típico final que diz: "Vá, agora ou lêem os livros, ou esperam até daqui a 1 ano para verem o próximo filme", e pronto, ali fica uma pessoa, sentada em frente ao ecrã à espera de mais. 

9. Estou a decidir se vou ou não ler os livros, porque na minha opinião, os livros são sempre melhor que os filmes, e gostava realmente de saber a história do Christian (e já me disseram que no livro, a autora conta). Por isso, a ver vamos.

10. Por último, acho que não se deviam levar pelas críticas negativas do filme, por muito más que sejam, deviam ver para terem a vossa própria opinião e verem se concordam ou não comigo. 

fifty-shades-of-grey_0_0_0.jpg

http---signatures.mylivesignature.com-54493-94-03F

 

 

1 comentário

Comentar post

ablogger

Jessie Bessie | 22 anos | Portugal

Embaixadora da Mais Mimus

Translate Google


Follow

Visualizações Blogs Portugal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.