Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Diário da Jessie Bessie

Eu sou para cada pessoa aquilo que ela acha que eu sou, mas o que para mim importa é o que eu estou à procura de ser e isso eu ainda não sou.

A Jessie Bessie Recomenda | Nome Próprio

A Jessie Bessie Recomenda espectaculos.jpg

 

Antes demais, gostaria de comunicar que eu, Jessie Bessie, já fui ao Casino. Finalmente! Sim, das últimas vezes que estive perto de entrar num não pude, pois era menor e os seguranças nunca me deixaram entrar, mas graças a deus, já posso dizer que me senti como a Katy Perry, no vídeoclip "Waking Up in Vegas", quando entrei no Casino de Lisboa na passada semana. 

A razão pela qual fui ao Casino nem foi o dinheiro, mas sim para ir ao teatro ver a peça "Nome Próprio".

 

Topo_nome-proprio5644e9a1.jpg

 

"Nome Próprio" (ou "Le Prénom" estreou em 2010 em Paris, França, pois originalmente é uma peça francesa) é da autoria de Matthieu Delaporte e Alexandre de La Patellière. Foi adaptada em 2012 ao cinema e ganhou dois Césares dos cinco para os quais foi nomeada. Subiu ao palco português, no dia 9 de setembro de 2015, com a encenação de Fernando Gomes.

Actores como José Pedro Gomes, Aldo Lima, Ana Brito e Cunha, Francisco Menezes e Joana Brandão encarnam as personagens desta maravilhosa comédia.

Críticas? Não há! Esta comédia para mim revelou-se mesmo um puro sucesso. As personagens todas elas muito bem construidas (aproveito para dar os parabéns aos actores pela GRANDE preparação e interpretação), a história toda ela muito bem escrita e contada.

 

Topo-NP6500dd5e_734x355.jpg

 

O cenário é simples: um momento de convívio entre um grupo de amigos

José Pedro Gomes (actor e narrador) interpreta a personagem de Vicente, que irá ser pai. A sua mulher, Joana Brandão, no papel de Anna Caravati, é uma trabalhadora no mundo da moda e está grávida de 5 meses. Pedro (interpretado por Aldo Lima) é professor e marido de Isabel (personagem interpretada por Ana Brito e Cunha), que por sua vez é irmã de Vicente. A juntar ao elenco, existe o Cláudio (Francisco Menezes), o solteiro do grupo e melhor amigo de Isabel, e a personagem de Eduarda (apenas relatada em papel e telefonemas), mãe de Vicente e Isabel. 

O conflito, que dá enlance à história e também ao nome da peça, começa quando Vicente revela o nome que quer dar ao filho. No entanto, e como ele é um tipo que adora pregar partidas, será este o verdadeiro nome que ele pretende dar ao filho? É com este pequeno grande "mal entendido", que as verdades começam a surgir, e por verdades quero dizer, que as personagens, até então com relações óptimas entre si, começam a revelar o que realmente sentem e pensam sobre as relações que mantêm uns com os outros.

 

535372.jpe

 

 

 

Pode o simples nome de um bebé pôr termo a décadas de amizades inabaláveis? É esta a pergunta dos milhões!

Apesar de ser uma peça que gira à volta das relações humanas, acho que o tema central é "Mas afinal o que pensamos realmente uns dos outros, mesmo aqueles que são nossos amigos? E eles, será que sabem o que pensamos deles? Temos nós coragem de dizer o que pensamos dos outros e de nós?!"

  

É realmente uma peça a ver! Recomendo vivamente! 

 

http---signatures.mylivesignature.com-54493-94-03F

 

 

 

ablogger

Jessie Bessie | 22 anos | Portugal

Embaixadora da Mais Mimus

Translate Google


Follow

Visualizações Blogs Portugal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.