Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Diário da Jessie Bessie

Eu sou para cada pessoa aquilo que ela acha que eu sou, mas o que para mim importa é o que eu estou à procura de ser e isso eu ainda não sou.

3, 2, 1 ... Pipocas | Suicide Squad

for a.jpg

 

Suicide Squad é a grande estreia desta semana, mas não se deixem iludir com a palavra "grande". O filme com 7.7 no IMDb chega esta quinta feira, dia 4 de Agosto de 2016 aos cinemas portugueses, e promete (atenção ao promete sff) grande acção e não só.

Depois de uma grande campanha de publicidade à volta deste filme, os grandes vilões da DC Comics chegam ao grande ecrã, prontos para mostrar que nem só os heróis podem salvar o dia. 

Pois bem, eu já vi o filme (porque fui ontem à anteestreia) e deixem-me dizer que apesar de ser um bom filme, não é de todo o filme que eu esperava ver. Vi acção, alguma comédia (e clichés), e algum romance (se é que se pode chamar romance a loucura de dois maniacos), mas não vi o que o trailer prometeu.

 

suicide_squad_background2_0.png

 

A verdade é que o trailer consegue ser melhor que o filme. Para mim, tal como o filme "Batman vs Super-Homem: O Despertar da Justiça", é um filme muito aquém das expectativas. Mais indo aos promenores.

O filme, escrito e realizado por David Ayer, retrata mais uma história cliché de super heróis, em que os "bons" lutam contra os "maus", salvando o dia, embora a novidade é que (supostamente, muita atenção a este supostamente) todos são maus, e para variar quem salva o dia são os "bad guys". 

 

Will Smith interpreta Deadshot, o implacável (e que nunca falha um alvo) assassino profissional. Margot Robbie é a Dra. Harleen Quinzel, ou Harley Quinn, uma psiquiatra que se apaixona profundamente pelo maniaco Joker, que por sua vez é interpretado por Jared Leto. El Diablo, interpretado por Jay Hernandez, tem o poder de domar o fogo e graças a ele, matou toda a sua família. Adewale Akinnuoye-Agbaje dá a vida a Killer Croc, um “monstro” com pele de crocodilo e do qual não se sabe mais nada. Ainda fazendo parte do esquadrão, temos o Capitão Boomerang (Jai Courtney) e também Slipknot, que aparece talvez 5 minutos no filme todo. 

Quem reune esta malta toda é a Amanda Waller (interpretada pela Viola Davis), uma agente das forças norte-americanas, com a ajuda do comandante do exército Rick Flag (Joel Kinnaman), que por sua vez se apaixona pela arqueóloga June Moone, que foi possuida por uma feiticeira, interpretado por Cara Delevingne.

 

maxresdefault (1).jpg

 

Pois bem, num filme supostamente cheio de vilões, só vi mesmo a (rainha) Viola Davis, que mais uma vez "got away with murder". Acho que não é surpresa nenhuma que adoro simplesmente a actriz, no entanto, até no filme "Lila and Eve" (co-protagonista com a Jennifer Lopez) teve um papel melhor, mas atenção que falo de papel e não de interpretação (nisso, ela é e foi excelente). 

Outro vilão, que nem esteve assim tão mal, foi o Will Smith. Mas lá está, o homem não pode fazer mais do que fez, quando quem escreve o guião é que esteve mal.

Mas a estrela do filme foi mesmo a Margot Robbie, que interpretou a Harley Quinn. É sem dúvida a que mais se realça no meio de todo o filme, e não só devido à maquilhagem e a estar apenas de cuecas em mais de metade do filme (o que deve ser um bonús para o sexo masculino que vai ver ou viu o filme).

 

Porque deves (ou não) ver o filme?

 

x O filme foi feito para apenas duas personagens se destacarem: Deadshot e Harley Quinn, enquanto outras personagens (talvez ou não mais interessantes) se poderiam destacar também. Por exemplo, Jared Leto, uma referência em quase todo o trailer, e um vilão à séria, mal aparece no filme. E quando aparece é para "salvar" a Harley Quinn (o que lhe dá uma imagem mais romântica do que de vilão). 

 

Jared-Leto-Joker-Suicide-Squad-Trailer-MTV.jpeg

  

x Existem cenas muito cliché e quase que nem se entende como ali fomos parar. Por exemplo, existe uma parte em que os vilões já estão fartos daquilo, mas de repente, em menos de nada, voltam todos à acção, sem se entender bem a motivação deles para salvar o mundo, que como a Harley Quinn bem disse nunca quis saber deles.

 

x O vilão, ou melhor, o grande mal que este esquadrão tem de enfrentar, não é um vilão fora do normal, é mais do mesmo, e que sendo interpretado pela Cara Delevingne, não se podia esperar muito. 

 

cara-delevigne-suicide-squad.jpg

 

✔️ Foi um filme para reviver músicas antigas, como dos Queen e The Rolling Stones, sendo que talvez as únicas mais recentes seja do Lil Wayne, Wiz Khalifa e Imagine Dragons (Sucker for Pain), e que fica na cabeça durante a noite toda, pois é a música dos créditos; e a dos Twenty One Pilots (Heathens).

 

✔️ Uma das grandes razões de ter ido ver o filme, foi a Margot Robbie, e foi uma das únicas (senão A única) que não desiludiu.

 

maxresdefault.jpg

 

A minha opinião final: Foram mais ou menos 2 horas, um filme razoável, umas pipocas a acompanhar, mas mais do mesmo. Um filme que muito prometeu, e que nos irá trazer um segundo (em breve), mas que se for como este, mais vale nem existir. 


Trailer  aqui


Votação:  5 / 10

 

Sem Título.png

 

 

 

ablogger

Jessie Bessie | 22 anos | Portugal

Embaixadora da Mais Mimus

Translate Google


Follow

Visualizações Blogs Portugal


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.